Cotidiano

Curando as feridas

Reprodução da internet

Uma das tarefas realizadas na enfermagem são os curativos para recuperação de feridas, gosto de acompanhar o processo de cicatrização.

A ferida sempre nos fala do que ela precisa, algumas pelo seu aspecto pede produtos que as deixem mais úmidas, outras em contrapartidas, necessitam de produtos que removam a secreção excedente.

Há casos em que é necessário desbridar (retirar um pedaço do tecido necrosado) e quando usamos os produtos certos indicado para cada ocasião, as feridas se fecham. Escritora isso é uma aula sobre feridas? Não caro leitor. Hoje quero te levar a uma reflexão com base em um cuidado de enfermagem.

A vida é cheia de altos e baixos, erros e acertos, finais e recomeços e no meio disso tudo acabamos adquirindo feridas deixadas por diversas situações, pela nossa mania de colocar expectativa de mais em coisas ou pessoas.

Como um bom ser humano temos a tendência de esconder nossas dores e prosseguirmos como se nada tivesse acontecido. Por diversas vezes nossa alma sangra e nós simplesmente a ignoramos e seguimos em frente. Te desafio a expor suas feridas, a olhar para sua alma e ver quão machucada ela está.

Caro leitor, a vida é bem mais leve com feridas cicatrizadas. Talvez sua ferida está pedindo para que você chore, sim as vezes chorar é tudo que você precisa ou pode ser que ela precise que você libere perdão (você não faz ideia como é libertador perdoar), quem sabe sua ferida precise que você deixe partir aquilo que já não dá mais certo a muito tempo, talvez sua ferida precise de algo novo; novas amizades; novo emprego; nova casa; um novo amor.

Sua ferida pode estar precisando apenas de um tempo e já já tudo volta a seu lugar, ou pode ser que ela está tentando te falar que as coisas jamais voltarão a ser como antes e você precisa aceitar isso. Uma coisa é certa, as feridas sempre nos dirão do que elas precisam, isso se você não tiver medo e encará-las.

Na enfermagem o resultado é sempre gratificante, ver uma ferida recuperada para mim não tem preço, as vezes ficam algumas marquinhas para lembrarmos que aquele tecido se regenerou e apesar de nunca mais ser o mesmo ele está curado, e na vida não é diferente, as cicatrizes ficam para te lembrar o quão forte você é. Portanto, caro leitor, sente-se mais perto e vamos falar sobre as suas feridas, a sua alma precisa de cura.

Sandy Ellen

Enfermeira, atuando há 10 anos no cuidado com o próximo.

Você também pode gostar...