Espaço Notícias

O desafio e a retomada das aulas presenciais

Foto: Mayke Toscano/Seduc-MT (imagem antes da pandemia)

Na última semana o uso de máscaras passou a ser livre em lugares abertos.

Porém, desde o início do ano letivo, há pouco mais de 30 dias, as aulas presenciais foram retomadas, e mesmo com a flexibilização das atividades e do comércio, ainda hoje, estamos vivendo a pandemia covid-19.

Os protocolos de higienização e segurança, estão sendo exigidos, álcool gel, uso de máscaras em lugares fechados e distanciamento social estão valendo.

Com todo o protocolo da covid- 19, muitos pais e responsáveis ficaram indecisos sobre como seria esse retorno às aulas para crianças e adolescentes.

Em alguns lugares foi solicitado o comprovante da vacina para a efetivação da matrícula, e com isso algumas pessoas puderam ficar mais tranquilas ao levar suas crianças para a escola, e iniciar novamente o processo de convivência e socialização.

É importante deixar registrado que na solicitação do comprovante, e no caso da falta dele, isso não significa que a escola deixará de efetuar a matrícula ou renovação, porém, é estabelecido um prazo para a regularização da vacina atualizada.

Após este prazo, que é de 60 dias, se a criança ou adolescente não tiver sido imunizada (o), os responsáveis poderão ser notificados pelo Conselho Tutelar, Ministério Público e às autoridades sanitárias, para as devidas providências.

O Espaço Corporativo conversou com a psicóloga Manuela Cecília Charvat Braga, com o objetivo de esclarecer questões de convivência e como lidar com a ansiedade das crianças e dos próprios responsáveis.

Manuela é psicóloga clínica, coordenadora técnica e psicóloga da organização social do Lar Eduardo Ferrara, em Jarinu, estado de São Paulo.

Com base em toda a sua experiência, ela aborda de maneira muito clara como deveria ser nossa atitude.

Portal EC: Como os pais e responsáveis podem ajudar nesse momento de retomada das aulas presenciais?

Manu: Inicialmente penso que passar um pouco de segurança principiante para as crianças menores, sei que é um momento que não temos isso, mas nós adultos, pais e responsáveis precisamos buscar essa atitude dentro de nós. Manter uma comunicação clara, entre a família e a escola é fundamental.

Portal EC: Qual é o maior ou principal desafio nesse momento? (Vacinação/acompanhar as disciplinas/ identificar mudanças de comportamento)

Manu: Os desafios são muitos, acredito que observar as crianças e os adolescentes, ter atenção as necessidades deles seja algo que devemos fazer sempre.

A decisão pela vacina é de cada família, vale a pena procurar a informação do pediatra da criança, pois geralmente é uma referência.

Já acompanhar as disciplinas na escola passou a ser uma adaptação, que fará necessária paciência de todas as partes, alguns podem ter receio das provas presenciais e essa situação gerar uma ansiedade, mas acredito que com atenção e olhar dos adultos em volta tudo ficará bem.

Portal EC: Como lidar com crianças vacinadas e não vacinadas no ambiente escolar?

Manu: Tema delicado e de extrema importância, acredito que a escola e os responsáveis devem ficar atentos às orientações legais para não incorrer em erros graves.

Ela ainda nos deixa uma orientação para que observemos mais e melhor nossas crianças, e que possamos tornar esse momento o mais leve possível.

“Observem seus filhos, olhem para as necessidades deles, cada criança, adolescente é único, não se apeguem muito as perdas de conteúdo pedagógico, elas serão recuperadas, viver com qualidade é importante. ”

 

Você também pode gostar...